12 de agosto de 2019

Mega-Sena acumula evai pagar R$ 9 milhões na quarta-feira; confira as dezenas

Nenhum apostador acertou as seis dezenas do concurso 2.178 da Mega-Sena, realizado ontem (10) à noite em São Paulo. O prêmio acumulou pela segunda vez seguida, e a Caixa Econômica Federal deve pagar R$ 9 milhões na quarta-feira (14).
As dezenas sorteadas foram: 02-16-21-42-50-56.
No mesmo concurso, a Quina saiu para 25 apostas, que vão levar para casa R$ 63.031,11. Um total de 2.304 ganhadores acertaram a quadra e vão receber R$ 977,04.
A Mega-Sena paga o prêmio principal para quem acertar os 6 números sorteados. Ainda é possível ganhar prêmios ao acertar 4 ou 5 números. O jogo de seis números custa R$ 3,50.

Fonte: Agência Brasil

Bolsa Família reduziu 25% da taxa de extrema pobreza, aponta Ipea

O Programa Bolsa Família reduziu as taxas de extrema pobreza em um quarto (25%) e de pobreza em 15%. A conta é do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) que analisou a evolução das condições de vida dos mais pobres entre os anos de 2001 e 2017.
“Em 2017, as transferências do programa retiraram 3,4 milhões de pessoas da pobreza extrema e 3,2 milhões da pobreza”, descreve estudo publicado esta semana e disponível na internet. Os dados sobre a renda dos mais pobres foram obtidos nas Pesquisas Nacionais por Amostra de Domicilios (Pnad/IBGE), que eram bianuais e a partir de 2016 passaram a ser contínuas.
Somados, os contingentes de pessoas que se beneficiaram com essa mobilidade de classe (6,5 milhões) equivalem à população do Maranhão (Censo de 2010). No total, o Bolsa Família transfere recursos a 14 milhões de famílias ou 45 milhões de pessoas, número semelhante a de toda população da Argentina.

Rio Grande do Norte é o pior lugar para ser jovem no Brasil

De acordo com dados publicados pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e pelo Atlas da Violência, o Rio Grande do Norte é o estado mais violento do país. Só em 2017, foram 62,8 mortes a cada 100 mil habitantes, o maior índice entre todos os estados do Brasil.
Nos anos de 2006 a 2017 essa taxa cresceu 320%. Entre os jovens de 15 a 29 anos, os potiguares são os que mais morrem em crimes violentos, cerca de 152 a cada 100 mil habitantes, um crescimento de 482% desde o ano de 2006. Em São Paulo, o maior estado do país, o mesmo índice é de 18 mortes a cada 100 mil habitantes.
No entanto, entre os meses de janeiro e julho de 2019, houve uma queda no número de homicídios, 31%, em comparação com o mesmo período do ano passado.
A Polícia Civil, responsável por investigar esses crimes, trabalha com o efetivo abaixo do considerado ideal. O governo afirma que fará novas contratações.

Tentativa de assalto com reféns em Cerro Corá

Por volta das 22h da noite deste sábado, três elementos armados fizeram uma família refém em Cerro Corá, de acordo com a PM os bandidos tomaram um Ecosport de cor prata na estrada de São Tomé, quando a polícia chegou na residência o assalto estava em andamento, os bandidos viram a polícia chegando e abandonaram os reféns pulando o muro da residência atirando na polícia, os bandidos fugiram a pé, viaturas da PM de Currais Novos foram acionadas e neste momento tentam a localização dos elementos que estão armados.
Nem um policial foi atingido, a perseguição foi intensa, mas ninguém foi preso.

*Fonte: Repórter Seridó 

9 de agosto de 2019

Pesquisa do Procon Natal aponta redução no preço do gás de cozinha

O Procon Natal – Instituto Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor de Natal realizou, no dia 5 de agosto, uma pesquisa de preço do botijão de 13 quilos do gás de cozinha em 22 estabelecidos, das quatro regiões da cidade. O preço médio do produto na primeira semana de agosto foi R$ 65,77, contra R$ 66,32 do mês anterior, uma redução de R$0,55. O maior preço encontrado foi de R$ 70,00 e o menor preço de R$ 60,00 à vista.
De acordo com o Procon Natal, os estabelecimentos fazem diferenciação no valor pago a vista ou no cartão. Na média, o preço do botijão GLP de 13 kg no cartão foi de R$ 69,40 e na pesquisa anterior era de R$ 69,71. Isso equivale a uma redução de R$ 0,31(-0,45%). Já a diferença entre o maior e o menor preço nesta pesquisa de agosto foi de R$ 12,00, onde o menor preço no cartão foi R$ 63,00 e o maior R$ 75,00.